Prefeito e secretário descobrem prédio do Cemus sem equipamentos

cemuns_05_01_1O Prefeito de Salto, Geraldo Garcia, e o secretário da Educação, José Carlos Grigoletto, entraram pela primeira vez no Cemus XV “Professor Daniel Gasparini”, que fica no Jardim Soberano. O prédio foi inaugurado nos últimos dias da administração anterior sem nenhum equipamento interno e ainda com problemas de infraestrutura. O Prefeito e o secretário, acompanhado da chefe de gabinete da Educação, Fernanda Barbutto, começaram o trabalho de visita e inspeção de todas as unidades ligadas à rede municipal de educação, na tarde de quarta-feira (4).

“O prédio foi inaugurado inteiramente vazio”, ressaltou Geraldo, indignado com a situação. Segundo ele, esta foi apenas mais uma surpresa em apenas três dias de administração. Nos próximos dias, o Prefeito de Salto e o secretário Grigoletto devem se reunir para encontrar soluções para colocar o Cemus XV em funcionamento.

Segundo a administração anterior, a creche foi construída pela empresa M&G Empreendimentos e recebeu um investimento de R$ 1.573 milhão, oriundo do Programa “Creche Escola”, do Governo do Estado, e financiado com verba da FDE (Fundação para o Desenvolvimento da Educação). A unidade, conforme previsão, deverá atender a 100 crianças da região.

De acordo com o secretário, esta semana a Secretaria da Educação está “descobrindo” as informações corretas sobre o prédio e se há pedido para compra de equipamentos, uma vez que a antiga secretaria não passou essas informações na transição. Além da falta de equipamentos, a caixa d’água da unidade está com problemas.

“Ainda estamos em fase de descobertas na Secretaria e iniciamos uma visita a todas as unidades de Cemus para saber a real situação”, disse Grigoletto. Segundo ele, nem as chaves do Cemus do Jardim Soberano estavam na secretaria. “Só conseguimos entrar porque ainda tinham trabalhadores aqui”, apontou. Nos próximos dias, Grigoletto e sua equipe devem fazer um levantamento completo sobre a compra de equipamentos e demais adequações.

Ainda na tarde quarta-feira, o secretário e a chefe de gabinete da Educação, Fernanda Barbutto, constaram problemas no Cemus IX “Profª. Maria Lourdes Guarda”. No local, apesar de haverem câmeras de monitoramento, o serviço não funciona. A escola também não possui extintores e sofre com o mato alto.

Comments are closed